A Viagem do Elefante

  • Por: José Saramago
  • ISBN-13: 9789722120173
  • Editora: Editorial Caminho
  • Data Publicação: 2008-11-05 00:00:00

  • Classificação Média:
  • Tags: wook, a viagem do elefante, josé saramago, caminho, romance histórico, ficção portuguesa
 

Ver descrição completa do livro
 


 

  • 2 Favoritos
  • 6 Comentários
  • 40 Classificações
 




Livros dos mesmos autores

 

 

Leitores com este livro

 
Special-offer Ver outros leitores com este livro.
 

Opiniões e recomendações da comunidade

Existem 6 comentários deste livro. Estes foram os comentários mais votados. Ver todos os comentários?

Muito bom

Apesar de não ser tão "brutal" como "Ensaio Sobre a Cegueira", "A Viagem do Elefante" traz-nos de novo um Saramago incisivo, cuja crítica nos faz ter sempre presente um sorriso nos lábios. Contando as peripécias que Salomão e Subhro vivem desde que partem de Lisboa até chegarem ao seu destino – Viena, observamos como a relação entre homem-elefante pode ser tão especial. Queria apenas destacar a seguinte citação: "Como já deveríamos saber, a representação mais exacta, mais precisa, da alma humana é o labirinto. Com ela tudo é possível." – simplesmente deliciosa.

Por Qoyvb5536563-02 helenaisabel em 01/02/2009 às 01:02 PM 4 leitores consideram esta crítica útil.

Diferente...

Adorei. Confesso que este foi o primeiro livro de Saramago que consegui ler até ao fim, já tentei vários e fico sempre pelas metades dos romances.
A Viagem do Elefante é como todos os outros romances de Saramago, denso, a pontuação usada é a virgula e o ponto, encontrar um parágrafo é como encontrar uma agulha num palheiro. Contudo, a forma como a história é narrada supera tudo. Acaba por ser uma história divertida, onde o sarcasmo, a crítica à igreja, à monarquia e a toda a sociedade portuguesa abundam.

Por Karen_cooper paulabooks em 08/04/2009 às 11:20 PM 0 leitores consideram esta crítica útil.

Muito BOm, vale a pena ler

Vale mesmo a pena ler pelo riso que este livro pode proporcionar.
Saramago critica de novo os vicíos de quem manda e como não podia deixar de ser, a poderosa igreja na altura em que surge o protestantismo.
É melhor mais nada dizer para não tirar a surpresa.
Para quem já leu outros livros do autor, a escrita é semelhante, mas não é nenhum bicho de sete cabeças, basta só passar umas páginas e a leitura torna-se mais fluída.

Por Magritte_manets_balcony catarinagarcia em 14/08/2009 às 08:11 PM 0 leitores consideram esta crítica útil.
 

Bookworms © Copyright 2008 - Todos os direitos reservados - Ficha Técnica - Termos de Utilização - Blog - Feedback - feed rssFeed RSS - Segue-nos no Twitter